Catão dizia que a alma de um homem apaixonado vivia num corpo estranho.

Catão dizia que a alma de um homem apaixonado vivia num corpo estranho.