Tudo tem seu apogeu e seu declínio… É natural que seja assim, todavia, quando tudo parece convergir para o que supomos o nada, eis que a vida ressurge, triunfante e bela!… Novas folhas, novas flores, na infinita benção do recomeço!

Tudo tem seu apogeu e seu declínio… É natural que seja assim, todavia, quando tudo parece convergir para o que supomos o nada, eis que a vida ressurge, triunfante e bela!… Novas folhas, novas flores, na infinita benção do recomeço!